Tereza Exner toma posse como corregedora-geral do MPSP

Procuradora de Justiça é a primeira mulher a assumir a função na instituição; APMP foi representada por sua 1ª vice-presidente, Paula Castanheira Lamenza

A procuradora de Justiça Tereza Cristina Maldonado Katurchi Exner tomou posse como corregedora-geral do Ministério Público de São Paulo na quarta-feira (16), em solenidade realizada no Auditório Queiroz Filho, no edifício-sede do Ministério Público de São Paulo. A corregedora-geral e seu vice, Motauri Ciochetti de Souza, exercem mandato no biênio de 2019-2020.

A corregedora-geral é formada pela Universidade de São Paulo, em 1985. Iniciou sua carreira no Ministério Público em março de 1987, na Promotoria de Justiça de Vargem Grande do Sul, e é procuradora de Justiça desde abril de 2009. Foi integrante eleita do Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça e há quatro anos ocupa o cargo de vice-corregedora-geral. Em seu discurso, a empossada agradeceu aos presentes e destacou os desafios da função. “Estaremos sempre juntos para servir à sociedade e, sobremaneira, à população paulista”, concluiu.

A Associação Paulista do Ministério Público (APMP) foi representada, na ocasião, por sua 1ª vice-presidente, Paula Castanheira Lamenza. Após as saudações, a diretora da APMP ressaltou a importância dessa posse: “Gostaria de registrar o nosso júbilo pela posse dos colegas brilhantes”. “É um prazer inenarrável termos a primeira mulher à frente da nossa Corregedoria”, frisou. Esta é a primeira vez na história do Ministério Público de São Paulo em que uma mulher assume a chefia da Corregedoria-Geral, cujo papel é fiscalizar as atividades desempenhadas pelos integrantes da instituição.

A cerimônia contou com a presença de autoridades dos três poderes, além de integrantes do Ministério Público, advogados, policiais e familiares dos empossados. Após a solenidade, foi oferecido um coquetel na Sede Social da APMP.