Francisco Antonio Gnipper Cirillo é o novo 1º vice-presidente da APMP

8 de março de 2018

Escolha foi realizada em reunião extraordinária da Diretoria, conforme determinação estatutária

Nesta quarta-feira, 07/03, os diretores eleitos da Associação Paulista do Ministério Público (APMP), durante reunião extraordinária realizada na Sede Executiva, definiram como novo 1º vice-presidente da entidade de classe o promotor de Justiça Francisco Antonio Gnipper Cirillo, conforme determina o artigo 31 do estatuto. A vaga surgiu em decorrência do pedido do procurador de Justiça Marcio Sergio Christino, que solicitou sua renúncia no dia 05/03, em analogia à previsão dos artigos 4º e 5º do Ato Normativo 1.065/2018-CSMP, que regulamenta a eleição para Procurador-Geral de Justiça.

Currículo

Formado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) – Largo São Francisco, Francisco Antonio Gnipper Cirillo ingressou no Ministério Público de São Paulo em 1993, iniciando a carreira como promotor de Justiça substituto da circunscrição de Osasco. Em seguida, passou pelas comarcas de Guariba, Mogi Guaçu, Guarujá e São Bernardo do Campo, até sua chegada à Capital, em 1998. Na cidade de São Paulo, trabalhou nas Promotorias de Justiça de Falências, de Família, de Infância e Juventude de Pinheiros e no Grupo Especial de Combate à Sonegação Fiscal (Gaesf). Foi assessor da Escola Superior do Ministério Público (ESMP), assessor da Diretoria Geral, e 2º tesoureiro da APMP (2013 e 2016). Atualmente atua na Promotoria de Justiça de Direitos Humanos – Pessoas com Deficiência.