Grupos de Estudos definem diretrizes e metas para 2019

8 de fevereiro de 2019

Foram definidos temas de debate das palestras e nomeados os coordenadores-gerais adjuntos

A coordenação dos Grupos de Estudos (GEs) do Ministério Público de São Paulo reuniu-se na sede executiva da Associação Paulista do Ministério Público (APMP) nesta sexta-feira (8) para definir diretrizes e metas para o ano de 2019. Na ocasião, entre outras questões, foram decididos os temas de debate das palestras e eleitos por aclamação os coordenadores-gerais adjuntos.

“Também acertamos possíveis parcerias, como, por exemplo, com a Escola Superior do Ministério Público, e os detalhes de divulgação dos eventos e da publicação, no fim do ano, de e-book [livro digital] com as teses debatidas”, afirmou Celeste Leite dos Santos, que, em dezembro, foi reeleita coordenadora-geral dos GEs para mais um ano e que na APMP é uma das diretoras do Departamento de Convênios e Eventos.

Além da coordenadora-geral dos GEs, participaram da reunião o presidente da APMP, Paulo Penteado Teixeira Junior; o 1º secretário, Tiago de Toledo Rodrigues; o 1º tesoureiro, Renato Kim Barbosa; a 2ª tesoureira, Fabiola Moran Faloppa; o diretor do Departamento Acadêmico, Rafael de Oliveira Costa; um dos membros da Comissão de Estudos Institucionais e Acompanhamento Legislativo (Ceal), Aluísio Antonio Maciel Neto; o diretor regional adjunto de Presidente Prudente, Marcos Akira Mizusaki; e os promotores de Justiça Fabiano Pavan Severiano e Matheus Jacob Fialdini.

Foram eleitos por aclamação como coordenadores-gerais adjuntos dos GEs os promotores de Justiça Aluísio Antonio Maciel Neto, Fabiano Pavan Severiano, Fabiola Moran Faloppa, Juliana Mendonça Gentil Tucunduva, Marcos Akira Mizusaki, Matheus Jacob Fialdini e Rafael de Oliveira Costa.