Luiz Máximo recorda atuação conjunta com APMP em prol do MP

19 de dezembro de 2018

Promotor de Justiça aposentado foi deputado estadual, presidente da Alesp e deputado federal

Na cidade onde reside, São José dos Campos (SP), o promotor de Justiça aposentado Luiz Benedicto Máximo, ex-deputado estadual, ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e ex-deputado federal, concedeu no dia 12/12 entrevista ao Projeto “APMP 80 Anos” para falar sobre sua atuação conjunta com a Associação Paulista do Ministério Público em prol dos interesses do Ministério Público. Ele recordou ainda seu ingresso na Instituição, as comarcas por onde passou e a luta pela independência funcional e pela melhoria das condições de trabalho dos promotores e procuradores de Justiça.

“Meu gabinete na Assembleia [Legislativa] se transformou numa extensão do Ministério Público. Os diretores da APMP compareciam lá”, revela Luiz Máximo. “Agradeço à Associação e ao Ministério Público pela vivência que eu tive com ambas as instituições, o que foi muito importante para a minha formação política. (…) Eu tive esse trabalho e acho importantíssima essa preservação, esse resgate da história. O Ministério Público e a Associação vão continuar com essa luta, porque temos conquistas maiores a serem feitas. O Ministério Público, hoje em dia, desfruta de um grande respeito da sociedade. Isso eu posso garantir”, acrescenta o procurador de Justiça aposentado (assista a íntegra da entrevista em vídeo disponível abaixo).

Nascido em Jacareí (SP), em 1933, Luiz Máximo formou-se pela Faculdade de Direito do Vale do Paraíba, localizada em São José dos Campos, ingressou no Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) em 1963. Foi promotor de Justiça substituto em São Paulo até 1964 e depois foi transferido para Ubatuba (1964), Itatiba (1966/1970), Jundiaí (1970/1974) e São José dos Campos (1974/1983). Lecionou na Escola Normal e Ginásio Estadual de Jacareí, nas Faculdades de Direito Padre Anchieta de Jundiaí e no Colégio Manuel Euclides Brito de Itatiba.

Foi vereador em Jacareí (1960/1963), deputado estadual em três legislaturas, entre 1979 e 1991. No período, foi líder das bancadas do MDB (1980/1982) e do PMDB (1983/1984) e também o líder do governador Franco Montoro. Foi também secretário de Estado de Relações do Trabalho (1985/1986), presidente da Alesp (de março de 1987 a março de 1989) e presidente do Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam). Luiz Máximo foi ainda deputado federal em duas legislaturas, entre 1993 e 1998. Integrou a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados (1993/1995 e 1997/1998).

CLIQUE AQUI PARA VER RESUMO DA TRAJETÓRIA DE LUIZ BENEDICTO MÁXIMO

ASSISTA À ENTREVISTA CONCEDIDA AO PROJETO ‘APMP 80 ANOS’