icon clock Leitura 1 min

9 DE DEZEMBRO, DIA INTERNACIONAL DE COMBATE À CORRUPÇÃO. SEM PROFUNDO COMBATE À CORRUPÇÃO NÃO HÁ SOLUÇÃO – Roberto Livianu

A diferença é a forma de lidar com ela. Seria absolutamente impensável em países como Dinamarca, Nova Zelândia e Suécia que em sua Suprema Corte houvesse decisão interrompendo o compartilhamento de informações financeiras entre órgãos estatais de monitoramento de movimentações financeiras e o Ministério Público, paralisando investigações sobre lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, corrupção e outros crimes. Lá, jamais se aprovaria lei autorizando o uso de dinheiro de fundo partidário (público) para comprar iates e helicópteros. Lá não são apenas 7% dos detentores do poder que o exercem para o bem comum como aqui (Latinobarómetro 2018).

Mesmo com punições de poderosos desde o Mensalão e Lava Jato, tocamos apenas a ponta do iceberg na luta anticorrupção, sendo imprescindível mergulhar nas “novas medidas contra a corrupção”, na reforma político-partidária com candidaturas independentes e voto distrital misto, acabar com o foro privilegiado e com o exercício do poder visando o autobenefício ou a acomodação de interesses, sinalizando, com clareza para o mundo, que os três poderes no Brasil querem combater a corrupção, sob pena de recomendações internacionais contrárias a investimentos no país, que agudizariam ainda mais a profunda crise que vivemos há vários anos. Já passa da hora.

Leia a íntegra publicada hoje no Estadão
https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/9-de-dezembro-sem-profundo-combate-a-corrupcao-nao-ha-solucao/

Outros Artigos

Linguagem jurídica e cidadania

José Benjamim de Lima

O Promotor de Justiça (poesia)

José Benjamim de Lima

O autismo e as leis

Dimas Ramalho, Karina Maia e Mariana Mársico

O juiz de fora

Antonio Carlos Augusto Gama