icon clock Leitura 2 min

Fundão eleitoral x renovação política

Divulgado a pedido do Dr. Roberto Livianu

Fundão eleitoral x renovação política. A tabela de Jucá,

Eis que, Romero Jucá, do alto de sua posição de denunciado criminalmente no caso de “quadrilhão do PMDB – hoje MDB”, na condição de Presidente do MDB, anunciou esta semana, com pompa e circunstância que os Deputados Federais do MDB com mandato receberão cada um a verba de um milhão e meio do fundão eleitoral e senadores, dois milhões cada qual. Somente os detentores de mandato que postulam a reeleição.
Ou seja, haverá privilégios totais e absolutos para quem luta para permanecer no poder, se possível infinitamente, como se não houvesse povo, como se não houvesse eleições, como se não vivêssemos numa república cuja essência é a alternância no poder, como se não existisse democracia.
Não explicita critérios. Age com opacidade. Não diz quanto caberá a candidatos a Governador, Presidente, Senado ou Deputados Estaduais. Apenas apresenta cifras convenientes aos atuais detentores de mandatos, que assim, pela reportagem, manteriam-no na presidência do partido.
A tabela de Jucá literalmente exclui cidadãos que não têm mandato e que queiram chegar ao poder pelo MDB, como seria de se esperar do Presidente de uma sigla nacional que deveria ter responsabilidade social e ética, usando o poder de forma criteriosa e isonômica. Presidente ou Coronel?
Leia a íntegra

Outros Artigos

O juiz de fora

Antonio Carlos Augusto Gama

Canção do desalento (poesia)

José Benjamim de Lima

Os dias perfeitos de Wim Wenders

José Benjamim de Lima

Modus vivendi (poesia)

Antonio Carlos Augusto Gama