Nossa História

A APMP foi fundada em 26 de novembro de 1938, tendo como presidente a ilustre figura do Dr. José Augusto Cesar Salgado, e congrega os membros do Ministério Público do Estado de São Paulo, tendo por finalidades estatutárias:

a) Defender os interesses gerais do Ministério Público.
b) Promover a realização de congressos do Ministério Público para discussão de problemas de caráter científico e de interesse da classe.
c) Criar, para gozo de seus associados, serviços pessoais, previdenciários, de assistência médica e de aperfeiçoamento cultural.

De modestas instalações junto ao Fórum João Mendes Júnior, a APMP inaugurou em 1970, durante a gestão de Victor Affonso Lopes Teixeira, sua Sede Social, na Av. Rangel Pestana, 203 - 12º andar, onde hoje se encontra instalado o nosso Depto. de Seguros.

Em 1984, durante a gestão de Luiz Antonio Fleury Filho, foi adquirido um complexo de lazer, a Sede Campestre, no município de São Roque - SP, contendo, entre outros, piscinas aquecidas para adultos e crianças, pista de cooper, churrasqueiras, restaurante, serviço de copa e restaurante, salão de jogos, sala de leitura, saunas, quadras diversas e, construídos mais recentemente, dez chalés para temporada.

Em 13 de fevereiro de 1990, na gestão de Antonio Araldo F. Dal Pozzo, foi adquirida a Sede Administrativa, que funcionou no 7º andar do Edifício Andraus. Em 7 de agosto de 1991, durante a gestão de Renato Martins Costa, foi instalada a Sede Executiva, no 7º andar do prédio da Procuradoria-Geral de Justiça. Hoje, ambas as sedes Executiva e Administrativa se encontram instaladas na Rua Riachuelo, 115 - 11º Andar, no edifício sede do Ministério Público do Estado de São Paulo.

Durante a gestão de Washington Epaminondas Medeiros Barra, foi adquirida a Sede de Presidente Prudente e a Sede Litorânea, na Juréia do Norte. Antiga aspiração da classe, nossa sede de praia é hoje uma das mais freqüentadas, estando sendo realizados estudos para sua ampliação.

Na gestão de José Juarez Staut Mustafá foi adquirida a Sede de Santos.

No Biênio de 2000/2002, a gestão de José Carlos Cosenzo, foram adquiridas as Sedes de São José do Rio Preto, Sorocaba, Bauru e Franca, bem como, a ampliação da Sede de Campinas, já existente.

Foram inauguradas, ainda, a nova Sede Social instalada na Rua Riachuelo, 78, próximo à Procuradoria Geral de Justiça, onde se encontra em funcionamento nosso restaurante, além de contar com um piano-bar para "happy hour", assim como a moderníssima Sede do Departamentos de Seguros, na Rua Rangel Pestana, 203 - 12º andar.

Na Sede Campestre foram feitas ampliações, consistentes na construções de quadras esportivas e de tênis, como também de churrasqueiras e quiosques, para melhor atender nossos associados.

Procurando oferecer condição de fácil acesso de nossos associados à Sede Executiva, foram adquiridas vários boxes de garagens na Rua Conselheiro Furtado, totalizando 72 vagas para estacionamento.

Em seus 60 anos de existência, a APMP cresceu muito no plano administrativo.

De um pequeno grupo de Promotores e Procuradores visionários, a APMP hoje congrega mais de 2.700 associados e cerca de 200 funcionários. Temos seis sedes na Capital e dez Sedes Regionais localizadas em várias regiões do Estado de São Paulo.

Tudo isso com o intuito de melhor poder atender os colegas e dar-lhes o apoio necessário de infra-estrutura e lazer.

A APMP é composta de uma diretoria eleita com 9 membros e um Conselho Fiscal, Diretores de Departamento, Diretores-Adjuntos e integrantes do chamado Conselho de Administração das Regiões.

Criado na primeira gestão de Washington Epaminondas Medeiros Barra, o Conselho de Administração das Regiões, embora não tendo existência estatutária, foi a maneira encontrada para conseguir maior participação dos colegas do Interior na condução dos destinos de nossa Associação. Participa ele, democraticamente, das decisões relativas a todas as questões de importância para a classe.