APMP apoia cartilha que explica técnicas para não sofrer golpes virtuais

2 de março de 2018

Com apoio da APMP, associados receberão a cartilha ‘Engenharia Virtual’, idealizada e organizada pelo procurador de Justiça Paulo Marco Ferreira Lima, diretor do Departamento de Informática da Associação

O procurador de Justiça Paulo Marco Ferreira Lima, que é diretor do Departamento de Informática da Associação Paulista do Ministério Público (APMP), concedeu entrevista para falar sobre o lançamento da cartilha “Engenharia Social”. O material objetiva fornecer informações e dados para evitar condutas perigosas que facilitem a ação de criminosos que agem por meio da rede mundial de computadores.

De acordo com Paulo Marco, o combate à criminalidade cibernética é muito recente. O procurador de Justiça lembra que há apenas uma Delegacia de Polícia e um núcleo específico para cuidarem do assunto, o que, segundo sua ótica, é pouco que para o Estado de São Paulo, que possui quase 45 milhões de habitantes. Os dados apresentados na cartilha servem tanto para residências particulares quanto para empresas.

Para evitar o crime cibernético, Paulo Marco alerta que é necessário precaver-se quanto a mensagens de pessoas desconhecidas, bem como acerca de grandes propostas e de tudo o que parecer estranho, seja na tela inicial, seja no e-mail. E que, ainda, “ninguém vai lhe dar um bilhão de dólares porque o seu sobrenome é parecido com outra”, reforça o procurador de Justiça, que arremata: “Tudo que parecer estranho não abra, delete [apague] sem ler”.

CASOS REAIS

Na entrevista foram lembrados casos reais que  foram amplamente divulgados na imprensa, como, por exemplo, os invasores que tentaram extorquir grandes instituições: Tribunal de Justiça, um grande hospital de São Paulo e até mesmo o Ministério Público. “Na extorsão, pedia-se dinheiro para poder devolver a chave que abrisse arquivos sequestrados”, lembrou.

DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA

A APMP oferece serviço especial para todos os seus associados. Na dúvida, procure o Departamento de Informática da APMP (11-3188-6464), cujos funcionários são qualificados na área.

CARTILHA / PARCERIAS

A cartilha, encaminhada a todos os associados, é fruto do Seminário de Combate Preventivo e Repressivo aos Crimes Cibernéticos, realizado em 21 de junho de 2017.

 

Clique aqui  e saiba como identificar possíveis armadilhas e se proteger de golpes

 

ABAIXO, ASSISTA À ENTREVISTA NA ÍNTEGRA