Arnaldo Hossepian toma posse para segundo mandato no CNJ

Estiveram presentes no evento o presidente Molineiro e o secretário Paulo Penteado, representando a APMP

10 de outubro de 2017
Categoria: Geral

O presidente da Associação Paulista do Ministério Público (APMP), José Oswaldo Molineiro, e o 1º secretário, Paulo Penteado Teixeira Junior, participaram nesta terça-feira (10/10) da posse solene de recondução para o próximo biênio do procurador de Justiça Arnaldo Hossepian Salles Lima Júnior, membro do Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) e associado da APMP, no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília. A cerimônia, ocorrida durante a 260ª Sessão Ordinária, foi conduzida pela presidente do colegiado, ministra Cármen Lúcia, que na ocasião também deu posse aos novos conselheiros: desembargadora Iracema Vale e juiz Márcio Schiefler.

Participaram da solenidade os ministros Dias Toffoli e Luiz Edson Fachin, do STF, os ministros Herman Benjamin e Laurita Vaz, do STJ, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o presidente do Conselho Federal da OAB, Claudio Lamachia, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, o governador do Ceará, Camilo Santana, o presidente do TJCE, desembargador Gladyson Pontes, o procurador-geral de Justiça do MPSP, Gianpaolo Poggio Smanio, além de outras autoridades.

Conselheiros empossados

Hossepian é procurador de Justiça do MPSP e, em seu primeiro mandato no CNJ, foi supervisor do Fórum Nacional da Saúde. Graduado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), especialista em Direito Penal pela USP, mestre em Direito Penal pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e professor de Direito Penal da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). Na capital paulista, foi promotor de Justiça criminal do Fórum Central. Promovido a procurador de Justiça em 2009, foi eleito para o Órgão Especial do Colégio de Procuradores para os biênios 2010/2011 e 2014/2015. Integrou a assessoria do procurador-geral de Justiça e ocupou a função de subprocurador-geral de Justiça de Relações Externas. Também foi secretário-adjunto da Segurança Pública do Estado de São Paulo entre 2010 e 2011.

A desembargadora Maria Iracema Martins do Vale foi presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará entre 2015 e 2017, e do Tribunal Regional Eleitoral cearense no período de 2013 a 2015. A nova conselheira, que passa a ocupar a vaga do desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) Carlos Levenhagen, é bacharela em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Ceará (1974) e em Administração Pública pela Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Já o juiz Márcio Schiefler Fontes, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), ocupará a vaga aberta com a saída do juiz do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) Bruno Ronchetti. Fontes foi indicado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), órgão em que atuou como juiz auxiliar do ministro Teori Zavascki, que faleceu em janeiro.

 

(Com informações do site do CNJ)