Importância do Ministério Público para a sociedade foi tema de debate do Conselho Superior

4 de dezembro de 2018

Conselheiro Pedro Juliotti fez a manifestação em favor do Ministério Público; moção foi aderida de forma unânime por todos os conselheiros

A importância do Ministério Público para a sociedade foi tema de debates durante a reunião ordinária do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) desta terça-feira (4). O assunto foi abordado, inicialmente, pelo procurador de Justiça e conselheiro Pedro de Jesus Juliotti, baseado nos constantes questionamentos, “feitos pela imprensa e pela sociedade”, sobre os subsídios pagos aos membros do Ministério Público.

“O Ministério Público é uma instituição superavitária, que produz inúmeros resultados positivos para a sociedade em diversas áreas, inclusive para os cofres públicos. Trata-se ainda de uma instituição indispensável para a manutenção de qualquer regime democrático. Não devemos ter de nos desculpar por pedirmos uma remuneração digna por este importante trabalho. Não estamos pedindo nenhum favor, apenas reconhecimento pelo que produzimos para o Estado e para a sociedade”, disse Juliotti, que prosseguiu com exemplos de grandes recuperações de valores ao erário estadual, a partir de ações do Ministério Público. “São milhares de reais devolvidos aos cofres públicos. Os investimentos na instituição não são em vão, são a garantia da democracia e da Justiça”, salientou. Todos os conselheiros presentes ao encontro do colegiado aderiram formalmente à manifestação.

Na mesma reunião, o procurador de Justiça Mario Sergio Sobrinho, acompanhado do promotor de Justiça Yuri Giuseppe Castiglione, apresentou o relatório final do Grupo de Trabalho Integrado contra Álcool e Drogas, o qual coordena há cerca de 18 meses. O documento traz estatísticas, dados coletados e propostas, com a intenção de ter um posicionamento institucional sobre o tema.  O relatório elenca 118 assuntos prioritários, divididos em cinco diferentes áreas e apresenta 27 propostas de ações efetivas e factíveis.