Ministério Público brasileiro defende a integral rejeição da PEC 5

Em Nota Pública, as entidades esclarecem os prejuízos das medidas.

Publicado em 14 de outubro de 2021

A Associação Nacional dos Membros do Ministério Público – CONAMP, o Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União – CNPG,  a Associação Nacional dos Procuradores da República – ANPR, a Associação Nacional dos Procuradores e das Procuradoras do Trabalho – ANPT, a Associação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – AMPDFT e a Associação Nacional do Ministério Público Militar – ANMPM emitiram nota pública conjunta, alegando  que  seguem na busca de diálogo com parlamentares pela retirada de pontos sensíveis identificados na Proposta de Emenda à Constituição n.º5, que altera a composição do Conselho Nacional do Ministério Público.

Confira aqui a íntegra: