Nota de repúdio à matéria publicada pela revista Carta Capital na edição de 20/11/2019

20 de novembro de 2019

Nota de repúdio à matéria publicada pela revista Carta Capital na edição de 20/11/2019

A Associação Paulista do Ministério Público (APMP), por meio de sua Diretoria das Mulheres, vem a público repudiar a matéria publicada pela revista Carta Capital na edição de 20/11/2019, na qual são atacadas várias mulheres cujo trabalho tem repercussão nacional, procurando atingi-las em vários aspectos de suas personalidades, principalmente destilando ódio ao feminino. Um veículo de comunicação não pode elencar mulheres para escracho de sua vida, criticar sua aparência física, sexualidade e intelectualidade – elementos que caracterizam por milênios a discriminação de gênero.

Críticas podem e devem existir, mas menosprezar e ridicularizar o gênero feminino, sob o pretexto de fazer piada, é algo inadmissível nos dias de hoje.

A publicação gera prejuízo à promoção da igualdade de direitos, justamente num momento em que a violência de gênero, inclusive a violência política, só cresce e afasta mulheres de espaços que lhes são garantidos constitucionalmente.

A Diretoria das Mulheres da APMP promove ações e discussões que visam, entre outras, a superar a baixa representatividade feminina em espaços de poder e decisão e não tolerará manifestações que impliquem retrocesso nesse sentido.

São Paulo, 20 de novembro de 2019.
Diretoria da APMP Mulher